MATÉRIAS | INFOROCHAS

Construção mantém trajetória de queda e impede crescimento mais robusto da economia no 3º trimestre


Resultado do PIB, divulgado pelo IBGE

Resultado do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado na sexta-feira (30) pelo IBGE, comprova que, a despeito do desempenho positivo de 0,7% quando comparado ao 2º trimestre; a construção civil segue como o único segmento da indústria nacional a apresentar resultado negativo em todas as demais bases de comparação do resultado da economia – na anual, na de 12 meses e em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

No terceiro trimestre, o setor demonstrou breve reação, mas não suficiente para indicar recuperação. “Sem a construção, o Brasil não cresce”, reagiu José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Os dados indicam que, se o ano terminasse em setembro, a construção teria queda de 2,5% no PIB, enquanto o Brasil cresceria 1,4%.

Construsummit 2018

O futuro da indústria da construção passa pela absorção de inovação e novas tecnologias, desafio que mobiliza a agenda estratégica de entidades e empresas do setor. “Nós começamos a discutir a Construção 2030, procurando identificar o que será o futuro da construção e da incorporação e apontar os caminhos para chegarmos até lá”, disse José Carlos Martins.

Durante palestra proferida no último dia 29, o segundo dia de atividades do Construsummit 2018, ele abordou os principais desafios do setor e também seu potencial como indutor do reaquecimento da economia brasileira. “A construção é o único setor com capacidade para gerar emprego de forma rápida e com volume significativo”, afirmou.

Para uma plateia de empresários e profissionais do setor, Martins reiterou que a indústria da construção pode recuperar seu desempenho e favorecer um ciclo de crescimento no país sem recursos públicos. “Nós precisamos de segurança jurídica, crédito e planejamento”, destacou. Segundo ele, a retomada de obras paradas – são 4.738 projetos espalhados pelo país – e o avanço em um programa de concessões municipais induziriam a geração de novos empregos já a partir de janeiro. 

Fonte: CBIC




FALE COM A REVISTA ROCHAS


SÃO PAULO

EMC Editores Associados Ltda

Avenida Prestes Maia, 241 - conj. 3520

Santa Ifigênia - São Paulo - SP - 01031-902

Telefone: +55 11 3228 9290

Fax: +55 11 3229 7370

VITÓRIA

 EMC Editores Associados Ltda

Rua Aleixo Netto, 322 - sala 703

Santa Lúcia - Vitória - ES - 29056-100

Telefone: +55 27 3227 2772

 



Todos os direitos reservados a Revista Rochas | 2017

Conceitos e declarações emitidos por entrevistados e colaboradores não refletem, necessariamente, a opinião desta revista e de seus editores. “Rochas de Qualidade” não se responsabiliza pelos conteúdos de anúncios e informes publicitários. Nenhuma parte desta publicação pode ser em qualquer forma sem a expressa autorização da EMC-Editores Associados Ltda. Todos os direitos são reservados. Registrada no INPI e matriculada de acordo com a Lei de Imprensa. Não publica matérias redacionais pagas.